Banner Submarino

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

[FEITO A MÃO] Nostalgia - Parte II




Créditos: http://www.viveresaber.com.br/vs/index.php/conhecimento/489-quando-quem-como-e-onde-fazer-a-carteira-de-identidade-no-brasil-


Como seria um lar?
O humano Ernesto e, desconhecido para ele, o pequeno vampiro que adotou de uma história da coluna Feito a Mão do blog, “Antropofagia (I e II)”, voltam neste especial de Final de Ano (embora tenha se tornado mais uma continuação desfocada do Final de Ano do que propriamente um especial). Desta vez, os meses e os dias se aproximando do aniversário de Jesus Cristo, o foco se volta ao segundo personagem, quem acompanha o rapaz em sua vida como Alexandre.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

[FEITO A MÃO] Nostalgia - Parte I

Créditos: http://blog.kevineikenberry.com/leadership-supervisory-skills/the-door-is-just-a-metaphor/

Como seria um lar?
 O humano Ernesto e, desconhecido para ele, o pequeno vampiro que adotou de uma história da coluna Feito a Mão do blog, “Antropofagia (I e II)”, voltam neste especial de Final de Ano. Desta vez, os meses e os dias se aproximando do aniversário de Jesus Cristo, o foco se volta ao segundo personagem, quem acompanha o rapaz em sua vida como Alexandre.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

domingo, 20 de dezembro de 2015

[FEITO A MÃO] Correndo dos lobos - Parte III

Créditos: http://www.tempoagora.com.br/dia-a-dia/chuva-forte-e-de-longa-duracao-vai-atingir-sp-hoje/
A artista aspirante Daniela Araújo é convidada por um velho amigo a comparecer a uma pizzaria.

sábado, 19 de dezembro de 2015

[FEITO A MÃO] Correndo dos lobos - Parte II

Créditos: http://www.inape.org.br/colunas/fisica-conceito-historia/gota-chuva-movimento-nao-tao-livre
A artista aspirante Daniela Araújo é convidada por um velho amigo a comparecer a uma pizzaria.


[FEITO A MÃO] Correndo dos lobos - Parte I

Créditos: http://meioambiente.culturamix.com/natureza/importancia-das-nuvens-para-o-ciclo-da-agua


A artista aspirante Daniela Araújo é convidada por um velho amigo a comparecer a uma pizzaria. 


Olá pessoal! Mais uma série de textos :) Não consigo chamar de contos, mas fico feliz que consegui um tempo para escrever algo para cá, haha. 

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

[FEITO A MÃO] Vestígios

Déjà vu


sexta-feira, 24 de julho de 2015

[RESENHA] Vinte Garotos no Verão - Sarah Ockler


Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581633657
Ano: 2014
Páginas: 288
Tradutor: Edson Rochedo
Sinopse: Quando alguém que você ama morre, as pessoas perguntam como você está, mas não querem saber de verdade. Elas buscam a afirmação de que você está bem, de que vocêaprecia a preocupação delas, de que a vida continua. Em segredo, elas se perguntam quando a obrigação de perguntar terminará (depois de três meses, por sinal. Escrito ou não escrito, é esse o tempo que as pessoas levam para esquecer algo que você jamais esquecerá).
As pessoas não querem saber que você jamais comerá bolo de aniversário de novo porque não quer apagar o sabor mágico de cobertura nos lábios beijados por ele. Que você acorda todos os dias se perguntando por que você está viva e ele não. Que na primeira tarde de suas férias de verdade você se senta diante do mar, o rosto quente sob o sol, desejando que ele lhe dê um sinal de que está tudo bem.

terça-feira, 7 de julho de 2015

[RESENHA] Uncommon Criminals (Heist Society #2) - Ally Carter

Série: Heist Society
Edição: 1
Autora: Ally Carter
Editora: Disney-Hyperion
ISBN: 9781423147954
Ano: 2011
Páginas: 298
Sinopse: "Katarina Bishop já usou muitos rótulos em sua curta vida. Amiga. Sobrinha. Filha. Ladra. Mas nos últimos meses ela tem sido conhecida apenas como a garota que liderou a equipe que roubou o maior museu do mundo. E é por isso que Kat não se surpreende quando pedem que ela roube a infame Esmeralda Cleopatra, para que assim retorne a seus donos verdadeiros.

Existem apenas três problemas. Primeiro, a joia não tem sido vista em público faz trinta anos. Segundo, desde a queda do império egípcio e o suicídio de Cleópatra, ninguém consegue ficar com a esmeralda por muito tempo, e no mundo de Kat, história quase sempre se repete. Mas é o terceiro problema que faz o grupo de Kat ficar mais nervoso e é simplesmente que... a esmeralda é amaldiçoada.

Kat pode estar numa situação um pouco além de suas habilidades, mas ela não vai desistir sem lutar. Afinal de contas, ela tem seu melhor amigo - o deslumbrante Hale - e o resto de sua equipe com ela enquanto eles seguem a Cleopatra ao redor do globo, desviando de maldições e percebendo que os mesmos truques e esquemas que sua família tem usado por séculos são inúteis desta vez.

O que significa que desta vez Katarina Bishop está fazendo suas próprias regras."


*tradução livre

segunda-feira, 8 de junho de 2015

[RESENHA] As Batidas Perdidas do Coração - Bianca Briones

Edição: 1
Editora: Verus
ISBN: 9788576863229
Ano: 2014
Páginas: 406
Sinopse:Viviane acaba de perder o pai. Com a mãe em depressão, ela se vê obrigada a assumir o controle da casa com o irmão mais novo. Rafael teve o pai assassinado há alguns anos e agora viu quatro pessoas de sua família, incluindo a única irmã, morrerem em um acidente de carro. 
Viviane pertence a uma classe social que ele despreza. Rafael é tudo o que ela sempre ouviu que deveria evitar. Eles são opostos, porém dividem a mesma dor. Jamais se aproximariam se a morte não os colocasse frente a frente, e agora, por mais que saibam que são completamente errados um para o outro, não conseguem evitar uma intensa conexão, que poderá salvá-los ou condená-los para sempre.
As batidas perdidas do coração é uma história sobre perdas e como cada um lida com elas. É o encontro atormentado entre a dor e o amor. Com uma narrativa sexy, envolvente e repleta de música, este livro traz a última tentativa de duas pessoas arruinadas que, juntas, buscam desesperadamente se encontrar.

quarta-feira, 27 de maio de 2015

[RESENHA] Minha vida dava um livro - Larissa Azevedo e Guilherme Cepeda

Quem aí gosta de livros criativos?

Pra ser bem sincera, nunca fez muito meu estilo. Não entendia o apelo de livros como Destrua seu diário ou Termine este livro. Pra começo de conversa, morria de dó de escrever no dito cujo. Além disso, se eu quisesse escrever um livro... bom, eu já sou escritora. Qual a necessidade?

Aí meus amigos Gui Cepeda e Lari Azevedo anunciaram seu próprio livro criativo. Comprei pela amizade, pelo incentivo.

Resultado: me apaixonei.

quinta-feira, 21 de maio de 2015

[RESENHA] 365 Dias do Ano - Staying Strong


 Eu ainda me lembro do dia em que resolvi comprar esse livro. Eu estava na Livraria Cultura do Conjunto Nacional aqui em SP, e passei por ele numa estante. Peguei, enrolei, vi o preço; eu tinha pouco dinheiro, mas era a Demi, então queria gastar. Fui lá e comprei.

No caminho pra casa, resolvi abrir e começar a ler. Então me deparei com as datas, e percebi que esse não era um livro que eu poderia simplesmente abrir e ler de uma só vez. Não. Esse é um livro pra ser lido todos os dias.

Começou aí a minha jornada com 365 Dias do Ano.

terça-feira, 21 de abril de 2015

[RESENHA] Heist Society (Heist Society #1) - Ally Carter

Série: Heist Society
Edição: 1
Autora: Ally Carter
Editora: Disney-Hyperion
ISBN: 9781423116394
Ano: 2010
Páginas: 287
Sinopse: "Quando Katarina Bishop tinha três anos, seus pais a levaram para o Louvre... para inspecionar o local. Para seu sétimo aniversário, Katarina e seu Tio Eddie viajaram para a Áustria... para roubar as jóias da Coroa. Quando Kat fez quinze, ela elaborou o próprio golpe - um jeito de entrar no melhor colégio interno do país, determinada a deixar o negócio da família para trás. Infelizmente, deixar "a vida" por uma vida normal acabou por provar ser mais difícil do que ela esperava.

Logo, o amigo de Kat e antigo co-conspirador, Hale, aparece do nada para levar Kat de volta ao mundo que ela tentou com afinco escapar. Mas ele tem uma boa razão: um poderoso mafioso teve sua coleção inestimável de arte roubada e a quer de volta. Apenas um ladrão tão habilidoso assim poderia ter feito o trabalho, e o pai de Kat não está apenas na lista de suspeitos, ele é a lista. Encurralado entre ser pego pela Interpol ou um inimigo muito mais letal, o pai de Kat precisa de ajuda.

Para Kat existe apenas uma solução: rastrear onde as pinturas estão e roubá-las de volta. E daí que é um trabalho espetacularmente impossível? Ela tem duas semanas, uma equipe de adolescentes, e talvez talento o bastante para fazer o maior roubo da história de sua família - e, com sorte, roubar sua vida de volta ao longo do caminho."

*tradução livre

terça-feira, 14 de abril de 2015

[RESENHA] All Fall Down (Embassy Row #1) - Ally Carter

Série: Embassy Row #1
Edição: 1
Autora: Ally Carter
Editora: Scholastic Press
ISBN: 9780545654746
Ano: 2015
Páginas: 320
Sinopse: "Grace Blakely tem certeza absoluta de três coisas:

1. Ela não é louca
2. Sua mãe foi assassinada
3. Algum dia ela vai encontrar o assassino e fazer ele pagar


Por mais certeza que Grace tenha desses fatos, ninguém acredita nela - e por isso não existe ninguém em quem ela possa confiar de verdade. Não em seu avô, um poderoso embaixador. Não em seus novos amigos, que vivem todos na Linha das Embaixadas. Não em Alexei, o russo que mora na embaixada ao lado, que tem vigiado Grace por razões que ela não gosta nem entende.
Todos querem que Grace vista um vestido bonito e dê seu melhor sorriso, bloqueando todos os pensamentos ruins. Mas eles não podem controlá-la - não mais do que ela pode controlar o que sabe e o que tem que fazer. Seu passado voltou para assombrá-la... e se ela não fizer algo, Grace não é a única que vai sair machucada. Porque na Linha de Embaixadas os países do mundo são como peças de dominó, e um movimento errado pode fazer todos caírem."

*tradução livre

terça-feira, 7 de abril de 2015

[ENTREVISTA] Juliana Pery

E aí, galera! Estamos meio ausentes, mas ainda estamos aqui!




Hoje o dia é de um bate papo com mais uma autora nacional. Nossa convidada é Juliana Pery, jovem de dezenove anos que mora em São Paulo (SP) e quem está em seu terceiro ano em Letras Português/Inglês na Universidade Federal de São Paulo. É também professora particular de português e inglês. Após seu tempo caseiro em produção de histórias desde seus 12 anos, recentemente correu atrás de publicação de duas obras: o romance Incondicionalmente e o livro de crônicas Tudo aquilo que eu não disse (janeiro de 2014). Ela também foi dos tempos da NOSSOS Romances Adolescentes no orkut. Vamos acompanhar a conversa? =)

segunda-feira, 30 de março de 2015

[FEITO A MÃO] Trânsito

Uma historinha criada ao ouvir uma música da Lindsey Stirling =)
Um exemplo do que se pode fazer quando preso no trânsito.

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

[NOSSAS DICAS] 10 coisas que você precisa parar de fazer consigo mesmo

  1. Pare de fingir que está tudo sob controle. Não tem problema se você perceber que precisa de ajuda. Talvez você precise criar uma tabela de horários que te permita escrever. Talvez você precise colocar suas necessidades acima das dos outros. Talvez você precise de ajuda de fora - olhe alguns blogs ou junte-se a um clube de escrita. Faça um curso. Quanto mais cedo você admitir que precisa de ajuda, mais cedo vai se tornar um escritor de sucesso.
  2. Pare de perder tempo. Pare de pensar sobre escrever e ESCREVA. Pare de sonhar cim a publicação e aprenda a fazer. Confronte syas dificuldades e escreva, e lembre-se que atingir seus objetivos muitas vezes envolve se arriscar e sacrificar algumas coisas. Você está pronto para isso? 'Você não pode sentar e pensar. Você tem que sentar e trabalhar', diz David Long. Ninguém se sente 100% seguro porque aventuras - mesmo as escritas - nos levam além da nossa zona de conforto.
  3. Pare de ter medo. Aspirantes a escritores são especialistas em ter medo. Você tem medo de falhar ou de ter sucesso? Nunca vai saber se não terminar um livro. Tente não se comparar a outros escritores ou blogueiros que parecem ter tudo. Lembre-se que eles começaram de algum lugar. A única diferença entre você e eles é que eles realmente começaram. Eles passaram por muitas derrotas antes de atingirem o sucesso. Eles passaram milhares de horas escrevendo seus medos no mais completo silêncio. Eles se prepararam para errar. E você? Lembre-se que nossa vida como escritores só irá melhorar quando nós nos arriscarmos. O mundo muitas vezes não recompensa a perfeição; ele recompensa pessoas que simplesmente fazem aquilo que se propõe a fazer.
  4. Pare de culpar as editoras pelos seus erros. Muitos autores ficam reclamando sobre o estado das publicações ou que os leitores não apreciam mais um bom livro ou que a Internet "emburreceu" a profissão. É ridículo. Sempre houveram mudanças e sempre houveram desafios diferentes para escritores de todas as gerações. Responsabilize-se pela sua carreira. Arranje um jeito de obter sucesso. Você pode aprender sobre publicação online, começar um blog, tentar escrever outros gêneros, se envolver em redes sociais, e aprender como divulgar seu próprio trabalho.
  5. Pare de pensar no que você não quer. Tente focar no que você quer. Pensamento positivo funciona porque faz você se sentir melhor sobre o que está fazendo. Seu entusiasmo e energia se traduzem para o que você está escrevendo e para suas metas. Quando você planeja atingir algo que vale a pena, não dá pra seguir pelo caminho mais fácil. Você tem que se tornar a pessoa que precisa ser para escrever os livros que pretende escrever. Se quer ser especial, faça algo extraordinário.
  6. Pare de perder tempo com as pessoas erradas. Se quer ser um escritor, vai ter que desistir de relacionamentos, amizades e hábitos que te mantém longe das suas metas. Muitas pessoas, incluindo amigos e família, não vão querer o seu sucesso porque as pessoas não gostam de mudanças. Se tornar um autor publicado vai mudar a maneira como outros percebem você, e eles podem se sentir ameaçados por essa troca de poderes. Muitas pessoas vão sentir ciúmes porque quase todo mundo que você conhece quer escrever um livro - e você terá atingido o sucesso. Como Julian Barnes diz,, "A melhor vida para um escritor é a vida que o ajuda a escrever os melhores livros possíveis.". Não baixe seus padrões nem esqueça seus sonhos para acomodar pessoas que não fariam o mesmo por você.
  7. Pare de perder tempo com os erros que você cometeu. Não fique obcecado por aquele livro que você não devia ter publicado de maneira independente antes da hora. Tente não pensar como outros autores já escreveram um livro exatamente igual ao que você estaria escrevendo - se ao menos tivesse tempo. Não se arrependa do curso que não fez, da faculdade que não cursou, do emprego que teria te ajudado na carreira de escritor. O passado é passado. Siga em frente. Faça uma lista do que pode fazer no futuro.
  8. Pare de procurar respostas rápidas. Não dá pra comprar uma experiência com escrita. Você precisa dar tempo ao tempo. 10 000 horas é uma boa meta para dar a si mesmo para tudo, incluindo escrita. David Eddings diz: "Meu conselho aos jovens autores provavelmente será impalatável numa época de sucessos instantâneos e quedas meteóricas. Eu digo 'escreva um milhão de palavras - as melhores que puder escrever, então jogue-as fora e bravamente dê as costas ao que escreveu. Nesse momento, você estará pronto para escrever.'"
  9. Pare de repetir os mesmos erros. Talvez as 52 editoras e os 76 agentes literários tenham razão quando rejeitaram seu manuscrito pela sexta vez - especialmente se todos deram o mesmo conselho. Talvez você precise melhorar suas técnicas. Talvez você precise dar um tempo no seu ego e começar a aprender. Algumas vezes, você precisa crescer como pessoa e se distanciar de alguns eventos antes de poder escrever sobre eles. Por que não fazer um diário todo dia enquanto viaja ou faz um curso de escrita?
  10. Pare. Olhe em volta. Aproveite as coisas pequenas. Tire um tempo pra fazer o que te faz feliz. Até escritores precisam de férias.
Traduzido a partir deste artigo.

sábado, 17 de janeiro de 2015

[RESENHA] A Bailarina Fantasma - Socorro Acioli

A Bailarina Fantasma
Autora: Socorro Acioli
Editora: Biruta
Páginas: 182

Sinopse: O Theatro José de Alencar é um lugar mágico. Foi construído em 1908 e graças aos cuidados que tem recebido, ainda conserva a mesma beleza e encanto do dia de sua inauguração. Parece inacreditável que seja possível sentar nas mesmas cadeiras em que tantas pessoas estiveram há cem anos, quando a cidade recebeu de presente essa jóia de arquitetura. Até hoje a empresa escocesa MacFarlane & CO, que forneceu o ferro para estrutura da sala de espetáculos, indica o TheatroJosé de Alencar como uma de suas obras mais bonitas, dentre tantas espalhadas pelo mundo. Além do material vindo da Escócia, a beleza desse teatro também conta com a obra de artistas plásticos, arquitetos e engenheiros brasileiros. Parece que os fantasmas gostam de teatros antigos. Com esse não é diferente. Há anos os funcionários e artistas que frequentam essa casa relatam histórias sobre uma bailarina jovem, bonita, quase transparente, que dança no palco pela madrugada, passeia pelos corredores e tenta fazer contato com alguém que não tenha medo do seu hálito gelado.
A bailarina fantasma tem algo a dizer e uma história para contar. Sua vida se confunde com a vida dessa casa centenária. Só alguém com muita coragem será capaz de ouvir.

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

[FEITO A MÃO] Calma

Um pequeno texto. De verdade, pequeno.